Educação Infantil: entenda o que é, qual a importância e conheça soluções tecnológicas

movplan-educaco-infantil-alunos

Os primeiros anos de vida são fundamentais para a formação física, cognitiva, comportamental e afetiva, impactando diretamente na fase adulta. A escola é um agente importante na educação infantil para garantir as experiências e conhecimentos adequados para as crianças se desenvolverem de forma saudável.

Dessa forma, os pequenos passam pela educação infantil que vai dos bebês até crianças pequenas, ou seja, a parti dos 11 meses até os 5 anos, segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) Um documento que define o conjunto de aprendizagens para todos os alunos do Ensino Infantil ao Médio.

O material prevê o desenvolvimento de 10 competências: 

  1. Conhecimento;
  2. Pensamento científico, crítico e criativo;
  3. Repertório cultural;
  4. Comunicação;
  5. Cultura digital;
  6. Responsabilidade;
  7. Cidadania;
  8. Empatia;
  9. Cooperação;
  10. Projeto de vida.

Outro documento que aborda o desenvolvimento dos estudantes de forma ampla são os pilares da educação. Neste artigo, você entenderá o que é, como é dividida pela idade, planos de aula, o que ensinar e qual é a importância da escola para a educação infantil.

O que é educação infantil?

O ensino ou educação infantil é a primeira etapa da Educação Básica, que também passa pelo ensino fundamental e médio. A partir da Constituição Federal de 1988, o atendimento escolar das crianças de 0 a 6 anos se tornou dever do Estado e a educação infantil envolve o período em que as crianças passam pelas creches ou pela pré-escola.

Para ter objetivos de aprendizagem específicos, a BNCC divide a etapa em três fases de acordo com a faixa etária, veja:

  • Bebês na educação infantil: 0 a 1 ano e 6 meses
  • Crianças bem pequenas na educação infantil: 1 ano e 6 meses a 3 anos e 11 meses
  • Crianças pequenas na educação infantil: 4 anos a 5 anos e 11 meses

Educação infantil: como é dividida por idade? É de 0 a 6 anos?

Quando foi promulgada em 1996, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) define que a educação infantil integraria a Educação Básica sendo dos 0 a 6 anos de idade. Mas a legislação sofreu uma modificação em 2006 e passou a atender crianças de 0 a 5 anos.

A faixa etária também tem divisões quanto aos objetivos de aprendizagem para a BNCC, confira alguns exemplos das etapas na educação infantil:

  • 0 a 1 ano e 6 meses: possui o objetivo de perceber que as ações têm efeitos nas outras crianças e nos adultos; perceber as possibilidades e limites do corpo e comunicar necessidades, desejos e emoções.
  • 1 ano e 6 meses a 3 anos e 11 meses: possui o objetivo de demonstrar atividades de cuidado e solidariedade nas relações com crianças e adultos; compartilhar objetos e espaços; comunicar, compreender e se fazer compreender.
  • 4 anos a 5 anos e 11 meses: possui o objetivo de demonstrar empatia pelos outros; ampliar as relações interpessoais e comunicar ideias e sentimentos a pessoas e grupos diversos.

Confira todos os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento na educação infantil neste link

Dados da educação infantil no Brasil

Anualmente, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), realiza o Censo Escolar, uma pesquisa estatística em estabelecimentos públicos e privados de educação básica.

Os dados do Censo Escolar 2020 apontam informações sobre as matrículas nas creches, que recebem crianças de até 3 anos, que fazem parte da educação infantil. Confira:

  • Aumento de 19,8% das matrículas entre 2015 e 2019.
  • Queda de 2,7% das matrículas em 2020, sendo 6,9% na rede privada e 0,5% na rede pública.
  • Há 70,9 mil creches em funcionamento no Brasil.
  • Atualmente, o atendimento escolar é de 35,6% e o Plano Nacional de Educação (PNE) propõe a ampliação para 50%. Ou seja, de 3,6 milhões para cerca de 5,1 milhões de matrículas.
movplan-educacao-infantil-aluno-sorrindo

Em relação às matrículas na pré-escola, que abrange crianças de 4 e 5 anos, que fazem parte da educação infantil. Veja:

  • Há 101 mil escolas no Brasil e 5,2 milhões de alunos.
  • Atendimento escolar é de 92,9% e o PNE estabelece a universalização para a faixa etária. 

Qual é a importância e qual é o papel da escola na educação infantil

A infância é fundamental para o desenvolvimento de competências importantes na vida adulta e a escola tem um papel importante por ser um espaço de relações fora do contexto familiar. Isso significa que é ali que ela vai aprender a viver em sociedade, ser compreendida e compreender, e desenvolver habilidades motoras e cognitivas, por exemplo.  

Neste sentido, a BNCC define que a educação infantil deve ser estruturada com interações e brincadeiras, mas com o direito de conviver, brincar, participar, explorar, expressar-se e conhecer-se.

Assim, a criança aprende a conhecer a si mesma e o outro, ter consciência corporal, conviver com manifestações artísticas, desenvolver a comunicação, além de ter contato com a natureza, tecnologia e cultura.

O que ensinar na educação infantil: direitos de aprendizagem e desenvolvimento

A partir de experiências com interações e brincadeiras, a BNCC propõe seis direitos de aprendizagem e desenvolvimento que devem moldar a resposta do “o que ensinar na educação infantil”. Confira quais são:

  • Conviver: envolve a interação com crianças e adultos em grupos de tamanhos variados em diferentes linguagens, oportunizando o respeito à cultura e diferenças.
  • Brincar: envolve oferecer diferentes ambientes, tempo e pares com o objetivo de potencializar a imaginação, criatividade, sensorial e relações.
  • Participar: envolve dar autonomia para a criança ser protagonista no processo de escolha das atividades, materiais e espaço com o objetivo de promover o poder de decisão e de posicionamento;
  • Explorar: envolve dar oportunidade à criança de experimentar novos movimentos, gestos, sons, formas, texturas, cores, palavras, emoções, transformações, relacionamentos, histórias, objetos e elementos da natureza.
  • Expressar: envolve a comunicação sobre emoções, necessidades, sentimentos, dúvidas e hipóteses.
  • Conhecer-se: envolve a construção da identidade tanto individual como coletiva.
movplan-educacao-infantil-lousa-digital

Plano de aula: exemplos de atividades para educação infantil

Afinal, como aplicar no plano de aula atividades adequadas para a educação infantil? É possível desenvolver atividades de contação de histórias, de desenho, de música, de dança, de dança, de atividade física e até sarau literário.

O site da BNCC reúne diversas atividades realizadas por professores de diversos lugares do Brasil com alunos da educação infantil para inspirar e ser usada por outras instituições de ensino. Confira algumas delas:

Paranauê: em roda de capoeira tem bebê!

A prática para crianças da educação infantil envolve introduzir a criança na origem da capoeira, além de desenvolver aspectos corporais, artísticos, musicais, entre outros. Pode contar com diversas etapas, como:

  • Conversação sobre capoeira;
  • Elaboração de instrumento musical;
  • Exibição de vídeos com movimentos básicos;
  • Produção de desenhos.

Créditos: Mighian Danae Ferreira Nunes, Creche Casulo Zaide Daltro Dias de São Francisco do Conde (BA).

Palavras mágicas encantando a vida

A atividade para crianças da educação infantil busca transformar o ambiente desarmonioso em saudável com uso de palavras e atitudes afetivas ao próximo. Sendo assim, a prática pode envolver o relacionamento em comunidade, família e escola.

Créditos: Lilian Magione de Souza, CMEI Odila Simões de Vitória (ES).

Diretrizes do MEC para educação infantil na pandemia

Em 2020, o MEC homologou um conjunto de diretrizes de atividades para a educação básica e superior. O documento foi aprovado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e tinha o objetivo de estabelecer práticas para minimizar o impacto causado pela pandemia.

Para a educação infantil, as orientações eram para que as creches e pré-escolas estimulassem o brincar de forma lúdica. Além disso, as diretrizes previam o relacionamento e estreitamento de laços com as famílias por dispositivos tecnológicos.

Soluções tecnológicas para educação infantil

Entre as bases da BNCC para a educação infantil está a aproximação da criança com a tecnologia. Neste sentido, a MOVPLAN S.E. está há mais de 20 anos no mercado educacional para potencializar o ensino e oferecer mais ferramentas para o desenvolvimento dos estudantes.

Os recursos tecnológicos podem estar presente na educação de diferentes maneiras, como para facilitar a exibição de filmes, músicas e vídeos. Neste sentido, a MOVPLAN S.E. desenvolveu um portfólio completo, conheça alguns exemplos:

MOVPLAN_Lousa_DigitalLousas Digitais: é uma lousa digital preparada para receber materiais multimídia e possui acesso à internet. Ou seja, o professor pode fazer buscas instantâneas sobre os assuntos trabalhados nas aulas. Além disso, é equipada com o exclusivo Software Educacional QUADRIBOOK que possui diferentes funcionalidades.

MOVPLAN_Soluções_IntegradasLousa QuadriLine TouchPro: é a opção perfeita para escolas de educação infantil que desejam ter facilidade no acesso à internet, mas manter a lousa branca tradicional. Afinal, o recurso inovador une a lousa digital e convencional.

MOVPLAN_Gabinete_De_RecargaGabinete de Recarga Charge Mate: outra forma de introduzir recursos multimídia ou de aplicar jogos educativos é com uso de notebooks e tablets na educação infantil. Sendo assim, o Charge Mate foi desenvolvido para facilitar o transporte, armazenamento e recarga de grandes quantidades de equipamentos em simultâneo.

Os produtos da MOVPLAN S.E. já equiparam mais de 21 mil salas de aulas em toda a América Latina. Entre os principais cases de sucesso da marca estão: COC by PearsonSenacRede SalesianaLiceu Albert SabinBarão de MauáGrupo MaristaAvenues São PauloSkillFAAP; e Grupo SEB.

Se você deseja adotar soluções tecnológicas para a educação infantil, a MOVPLAN S.E. tem uma equipe capacitada para te ajudar na escolha do produto que irá potencializar o aprendizado dos alunos.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba nossos artigos por email