fbpx

7 dicas em inovação e métodos de ensino para nativos digitais

7-dicas-em-Inovacao-e-metodos-de-ensino-para-nativos-digitais

Olá meus queridos amigos.

Não importa qual seja o método de ensino escolhido é fundamental que sua aplicação seja orientada pelas sete estratégias, estabelecidas por Don Tapscott, em seu livro Grown up digital, que ajudarão a se tornar um professor melhor nesta nova era digital e que os reproduzo a seguir:

  • Não jogue a tecnologia na sala de aula esperando bons resultados. Concentre-se na mudança da pedagogia, e não da tecnologia. Aprendizado 2.0 significa transformar drasticamente a relação entre professor e aluno no processo de aprendizado. Acerte isso e use a tecnologia para criar um ambiente de educação centrado no aluno, customizado e colaborativo.
  • Reduza as aulas expositivas. Você não precisa ter todas as respostas. Além disso, o ensino de massa não funciona para essa geração. Comece fazendo perguntas aos alunos e ouvindo as respostas. Ouça também as perguntas feitas por eles. Deixe-os descobrir a resposta. Deixe-os criar junto com você a experiência de aprendizado.
  • Dê aos alunos poder para colaborar. Estimule-os a trabalhar uns com os outros e mostre como acessar o mundo de especialistas em um determinado assunto que está disponível na Internet.
  • Concentre-se no aprendizado para a vida inteira, e não apenas para uma prova. O que conta não é o que eles sabem quando se formam, mas a capacidade e o amor pelo aprendizado duradouro. Não se preocupe se esses jovens esquecem as datas de batalhas importantes da história. Eles podem procurá-las. Concentre-se em ensinar como aprender – e não o que saber.
  • Use a tecnologia para conhecer cada aluno e construa programas de aprendizado com um ritmo próprio, apropriado para eles.
  • Crie programas educacionais de acordo com as oito normas baseadas nos valores dos nativos digitais. É necessário que haja opções, customização, transparência, integridade, colaboração, diversão, velocidade e inovação nas experiências de aprendizado. Utilize os pontos fortes da cultura e do comportamento dessa geração em experiências de aprendizado baseadas em projetos.
  • Reinvente-se como professor, docente universitário ou educador. Você também pode dizer: “Agora, mal posso esperar para me levantar de manhã e ir trabalhar”.

A mudança poderá não ser fácil, mas certamente será compensadora. Em vez de gastar a maior parte de seu tempo transmitindo, ano após ano, lições padronizadas, os professores passarão a agir como orientadores, motivadores e tutores do aprendizado, para ajudar os estudantes a descobrir a abordagem de aprendizagem, que, para eles, tenha mais sentido.

Escrito por Sheldon Pereira de Assis

Professor e gestor de inovação educacional
[email protected]

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba nossos artigos por email